top of page
image.png

A Mais Que Palavras indo mais longe para estar mais perto do seu público

A Editora Mais que Palavras tem o prazer de comunicar ao seu público, clientes, seguidores e parceiros, mais um importante projeto aprovado junto ao Ministério da Cultura, PRONAC 232775, publicado em 23/08/2023. A aprovação do projeto é mais um passo que ao longo de toda a sua trajetória, faz abrir à sua frente e no limite dos seus horizontes, um universo de possibilidades e um processo de crescimento e expansão das suas atividades. 
O projeto “A criança e o desenvolvimento cultural sustentável”, Criança Repórter, a ser realizado na sua primeira etapa na cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, agrega à trajetória da Mais Que
Palavras, uma linha de tempo que paralela ao lúdico do universo infantil e da fantasia, a responsabilidade de, para esse mesmo público, sem que a magia se perca, estar propositivo a que o universo a sua volta, se ajuste e se molde... 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


                               
Sim, na junção de ideias do escritor e jornalista Vilmar Souza, autor do projeto junto de Terezinha Osmari Bagatini, editora e produtora cultural, nasceu a proposta de nos inserirmos em um universo para que através da informação, consigamos sugerir que pelo menos, as pessoas sejam reflexíveis ao que à nossa volta, acontece.
Algumas sementes passam por um período de dormência e só conseguem germinar após alguns estímulos do ambiente, ao receberem água, oxigênio e temperatura adequada. Muito mais que falar em preservação e manutenção do meio ambiente, é agir. 
Em síntese, o projeto sugere que a criança, a partir da escola, seja precursora quanto a sugerir para as pessoas do seu convívio (família e a comunidade onde vive), uma nova postura sobre o descarte irregular de lixo. Em Porto Alegre, por exemplo, são inúmeros os focos espalhados pela cidade e que de forma severa e grave, trazem consequências desastrosas ao bem-estar social e a saúde pública. 
O projeto prevê ainda a produção de uma obra literária dividida em 4 capítulos e um documentário de aproximadamente 30 minutos, que nos mesmos moldes do livro, como forma de impactar e sensibilizar as pessoas, já que o foco de lixo, após a ação de combate, vai receber das mãos das crianças e dos moradores do entorno, se, se sentirem à vontade, uma muda de árvore ou planta que embeleze o lugar. 
Quem sabe, juntos, através da informação e de ações bem definidas, consigamos ser o oxigênio tão necessário e imprescindível ao desenvolvimento e ao crescimento de tantas outras sementes e tão necessárias ao maior bem do universo... O ambiente em que vivemos!
É tempo de reflexão! Precisamos mudar juntos...
Vilmar Souza – Reg. 14.952

bottom of page