top of page

Estudantes participam de evento literário, no Dia Mundial do Livro

Na segunda-feira desta semana, 23 de abril, data escolhida para celebrar a Literatura Mundial, o Projeto Literacia - Desenvolvimento e Evoluções em SC (PIC), realizou mais uma de suas apresentações, nesta ocasião, para estudantes dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, da Escola Municipal São João Batista de Lá Salle, do bairro Morada do Sol.




O projeto proporcionou momento de contação de história com musicalização, representada por Débora Simonetti e Roselei Angst aos estudantes e professores. A encenação foi baseada no livro “Alice e a viagem ao zoológico”, da autora Maria Frozza, publicado pela Editora Mais Que Palavras - MQP.


Foi uma manhã divertida, quando todos tiveram a oportunidade de participar, cantar e encenar certas representações com a apresentadora Débora.


Além de se divertirem, o grupo foi motivado a gostar de ler, interpretar e a fluir a imaginação com livros literários. Quando, no final do evento, todos receberam a livros gratuitos: puderam escolher, entre quatro títulos, aquele que mais lhe agradou, disponibilizados pela editora Terezinha Osmari Bagatini, que estava presente.


Outrossim, no dia 13 de abril, estudantes do turno vespertino desta mesma escola, São João Batista de Lá Salle, também foram presenteados com contação de história e recebimento de livros. Esta apresentação foi feita a partir do livro “A menina que não gostava de abraços”, de autoria de Marili Leão, por ela representada e encenada, junto à musicalização de Simon Frizon.


Para o diretor, Marcelo Paganini, e a coordenadora pedagógica, Cristiane Lazarotto, Terezinha é considerada “madrinha” literária da escola, pois, desde 2015, tem proporcionado eventos teatrais e livros para os estudantes e professores, sem qualquer custo. Eles ressaltaram também sobre a importância dessas apresentações literárias neste período, uma vez que, além do 23 ser o Dia Mundial do Livro, em 18 de abril, comemora-se o Dia Nacional do Livro Infantil.


Tanto as apresentações como a distribuição dos livros fazem parte do Projeto de Incentivo à Cultura Estadual – Lei do PIC, aprovado na Fundação Catarinense de Cultura, cujo proponente é Sergio Bessa - Artes Integradas, de Florianópolis.


A idealizadora do projeto, Terezinha, da Editora Mais que Palavras, de São Miguel do Oeste, lembra que são várias etapas a serem percorridas durante este ano, aqui no Oeste e na Grande Florianópolis. O objetivo é distribuir 14 mil livros de escritores de SC, selecionados e publicados pela Editora Mais Palavras, como proporcionar um total de 74 apresentações artísticas, incluindo contações de histórias, show de mágicas e teatro com bonecos, viabilizados por artistas diversos, com espetáculos realizados pelo próprio proponente, Sergio Murilo Bessa, o Grupo Turim de SMO, entre vários outros profissionais da cultura que vão sendo contratados . Como no sábado passado, dia 20, quando proporcionamos uma recepção musical com o músico Lucas Follmann, a educadores, estudantes e familiares do Instituto Educacional CVE, em São Miguel do Oeste, salientou Terezinha.


Para conferir todas as etapas e conhecer o trabalho da Editora Mais que Palavras, basta acessar a página no instagram: @maisquepalavraseditora


Comments


bottom of page